0 items - R$0,00 0

10 passos para sua defesa residencial

The Science Behind One Man Room Clearing Tactics: Peek or Push - Tier Three  Tactical

ATENÇÃO! ESTE É UM TEXTO ÁCIDO E DE LEITURA DESAGRADÁVEL. SE VOCÊ É FACILMENTE OFENDIDO, POR FAVOR, NÃO CONTINUE.

Lucas Silveira é instrutor-chefe da Academia Brasileira de Armas

Quando o assunto é defesa residencial, existe na internet muito mais “viagem hollywoodiana” que manuais sérios que de fato podem ajudar as pessoas a fazer das suas residências locais mais seguros.

Nessa onda crescente de armamento desacompanhado de informação, vídeos de gente vestindo camuflado e tentando fazer algum tipo de “CQB” dentro do que seria a própria casa são a tendência. É claro! É muito mais divertido brincar de SWAT do que fazer o que realmente deve ser feito.

Defesa residencial não tem nada a ver com o trabalho policial ou militar e, se tudo der certo, não tem nada a ver com tiro também.

Essa lista não leva em consideração o ego ou os sentimentos de ninguém. Ela é feita para ajudar a construir alguns princípios que sejam realmente inteligentes e úteis para defender a casa do leitor. Portanto, se você entrou aqui esperando ver one man room clearing , tenho uma má notícia: isso vai ajudar muito pouco a sua família

Estabelecidos os prolegômenos, se você ainda não fechou essa janela xingando o autor que vos fala de arrogante e despreparado, vamos em frente com a nossa lista!

Defesa residencial não tem nada a ver com o trabalho policial ou militar e, se tudo der certo, não tem nada a ver com tiro também.

  1. Do grego, στρατηγία

Comecemos do começo. Tudo parte de um plano que, se bem elaborado, não vai permitir que ninguém se aproxime do núcleo da sua casa.

Antes de se preocupar com as suas armas e discutir qual tipo de projétil utilizar, organize um plano do que fazer para EVITAR que sua casa seja alvo de bandidos: que tal começar a estudar consciência situacional e mentalidade de combate? Que tal pensarmos em Grey Man Directives e contra inteligência?

O que você pode fazer para que sua casa sequer seja COGITADA como uma edificação de interesse pelos bandidos?

2. Edificação

É lindo ver nos bairros do interior americano aquelas casas com grandes quintais cercados por delicadas madeiras pintadas de branco.

Creating livable Workshop Neighborhoods | CNU

Bom, você está no Brasil, o país mais violento do mundo. Haja de acordo. Sua casa precisa ser construída de modo a ser o mais impenetrável possível, desde os ambientes externos até o acesso ao interior.

3. Ofendículos

Cercas elétricas, caco de vidro, pontas de lança, estacas punji. Certifique-se de ferir gravemente qualquer desavisado que ousou invadir o seu espaço. Tenha cuidado, claro, para que esses ofendículos não acabem ferindo também quem não merece.

4. Segurança eletrônica

Abandone os anos 90! Em 2021 você consegue usar a tecnologia a seu favor a preços bastante acessíveis.

É possível monitorar sua casa remotamente, receber alertas no seu celular, ver tudo o que acontece por lá e até falar com quem esteja no local gastando menos que o valor do seu sofá.

Mais do que isso, com um sistema de alarmes bem posicionado, você nunca será pego desprevenido.

5. Cães (nao pets)

Presa Canario Club - Home | Facebook

Eles não são conhecidos como melhores amigos do homem por balançar o rabinho e buscar o graveto. Se você é pai de pet, esse item não é pra você.

Cães treinados são armas e a equipe mais fiel que você pode ter. Use.

6. Prepare sua família

As pessoas que moram no mesmo local que você podem, de acordo com a necessidade e nível de treinamento:

6.1. Serem um peso a mais para você se preocupar

6.2. Ajudar você fornecendo informações e realizando tarefas não táticas

6.3. Ajudar você de com tarefas táticas

Nenhum homem é uma ilha. Treine sua família, peça ajuda, conte com eles. Comunicação é a palavra-chave.

7. Estabeleça um plano de fuga

Nunca entre em um combate que você não tenha certeza que vai vencer. Arriscar a sua família por conta do seu ego é imperdoável.

Defenda sua família, não a sua autoestima.

Se não estiver seguro, coloque todos – e talvez você próprio – na sua rota de fuga. Reorganize-se taticamente e volte quando não houver dúvida da vitória.

9. Estabeleça um plano de luta

Não deixe para decidir como você vai combater na hora do combate.

Tenha orquestradas ações para cada fase possível do conflito, desde o sujeito forçando seu portão, abordando seu veículo, tomando um refém até ele chegando com sucesso no cerne da sua casa.

9. Às armas!

Se você chegou até aqui saiba que você é um péssimo estrategista (ou você está enfrentando um grupo de Spetsnaz ordenado para matá-lo).

Mas, se não tem mais jeito, vá e vença. Lembre-se:

Inter arma enim silent leges

Ou seja, durante as guerras as leis são cegas.

Jogue sujo, trapaceie. Esse(s) sujeito entrou na sua casa e ameaçou a sua família. Certifique-se de que ele não saia dela.

10. Memórias póstumas

Se tudo correu bem no item 9, agora você tem uma família com as pernas tremendo e um ou mais corpos na sua cozinha.

O que você vai fazer?

Você pode:

a) Sentar, chorar e se fingir de louco

b) Chamar a polícia, ser preso, perder as suas armas para a perícia, responder processo para provar sua ação em legítima defesa.

Disposing of a Body - TV Tropes

c) Sumir com os corpos e praticar um crime aos olhos do Estado, arriscando ser preso.

A sua consciência deve ordenar a sua ação. Mas esse é um tema para outro texto!

Um abraço!

1 Comentário

  • Hugo
    Posted 27 de junho de 2021 00:07

    Muito top o post tenho em casa,minha namorada as vezes minha mãe é minha vó ou seja 3 mulheres me sinto na obrigação de cuidar delas,mais também de passar alguns bizu de segurança em nossa residência, li alguns artigos sobre, mais tudo é do momento e de como é porque chegou até ali,devemos sempre nos cuida ao máximo, e a última dica a 10 é bem aquilo mesmo não se trata apenas de matar, mais sim você aguentaria o pós fato? Deixaria eles vivos para que saião da cadeia e voltem para te matar, pois você ferrou eles, é muito instigando e discutível o tópico 10, exatamente oque falo quando me farão que matarão.Parabens pelo posto.

Faça um comentário