Grey Man Directives 1.01

Você pode não ter consciência, mas instintivamente já tentou passar despercebido em alguma situação. Se você não treinou essas habilidades antes é provável que tenha falhado miseravelmente.

Grey Man Directives (GMD) é o nome dado ao conjunto de práticas que objetiva misturar um indivíduo de forma indistinguível de determinado meio, tornando-o menos chamativo entre a multidão.

As GMDs são bastante estudadas e utilizadas por responsáveis pelo Advanced Work em missões privadas, de espionagem ou oficiais, mas também podem ser empregadas por quem deseja aumentar seu nível de segurança no ambiente urbano ou fazer o uso ótimo do seu porte velado.

Existem diretrizes básicas que norteiam as GMDs em todos os cenários, mas este texto é voltado ao cidadão brasileiro em ambiente urbano. Por óbvio, se tratássemos de um cidadão na zona rural da Índia, as práticas deveriam ser adaptadas, consideradas as extensas diferenças nos cenários.

  1. Vestuário

A forma mais óbvia de comunicação não verbal é o vestuário. Aprenda: sim, aparências importam muito.

Se você se apresenta pra mim com uma camiseta do Bob Marley, eu vou deduzir que você é usuário de maconha, queira você ou não. Se você se apresenta pra mim com uma polo da Gucci eu vou deduzir que você é rico. Se você se apresenta com uma camisa com uma arma desenhada, vou concluir que você está armado.

Aproveitando o ensejo. Recuse aqueles cartões pretos que todo mundo sabe que estão cheios de crédito.

É claro que todas essas informações podem estar erradas. Mas nesse momento a luz vermelha já se acendeu no meu cérebro e de agora em diante você vai precisar provar – direta ou indiretamente – que as minhas premissas estão erradas.

Assim, o básico do vestuário nos padrões GMD são tecidos lisos, sem marcas nem estampas. Quanto mais comum, melhor. Uma camiseta inteira branca ou preta. Uma calça jeans sem nenhum detalhe aparente, por exemplo.

É claro que o mesmo não vale quando o cenário no qual você está inserido não comporta este tipo de roupa. Imagine, o sujeito super discreto, de camiseta e calça jeans, na praia. A tentativa de não chamar atenção fracassou.

Não se esqueça do tamanho. Camisetas mais folgadas escondem sua forma física e também suas armas.

Os acessórios também precisam ser usados com parcimônia: relógios de impacto (G-Shock, Suunto) passam mensagens, assim como Rolex ou Omegas.

Correntes de ouro informam, assim como dog tags. Botas de caminhada ou táticas deixam claras as suas atividades. Preciso falar sobre aliança de casamento?

Use um relógio básico, um tênis ou sapato comum. Se você não tiver medo do cônjuge, pode tirar ocasionalmente a sua aliança. Quanto menos informação, melhor.

Óculos de sol. Use sempre que puder, pois é um acessório que ajuda a esconder suas expressões e características (distâncias entre olhos, por exemplo). Lembre-se, contudo, que os modelos de óculos também informam muito. Se você vê alguém que usa um ESS, a que conclusão você chega? E se for um óculos da Harley-Davidson?

Cortes de cabelo, barba, unhas, mãos Apertos de mãos são formas muito eficientes de comunicação. Normalmente apenas são avaliados pela pressão, mas com o aperto de mão você consegue observar a comunicação corporal, a texura – quem tem mão lisa não faz trabalho pesado, e assim por diante.

2 Veículos

Não precisa ter muita experiência para saber que um sujeito com um Maserati deve estar confortável financeiramente.

Se possível, escolha o carro mais vendido na época. Aqui vai uma lista atualizada.

Veja os carros mais vendidos em 2019
  • Chevrolet Onix – 241.214.

  • Ford Ka – 104.331.

  • Hyundai HB20 – 101.590.

  • Renault Kwid – 85.117.

  • Volkswagen Gol – 81.285.

  • Fiat Argo – 79.001.

  • Fiat Strada – 76.223.

  • Chevrolet Prisma – 73.721.

Evite adesivos, placas óbvias, modificações.  Se você comprar um Ônix e rebaixar a suspensão, eu defendo a pena de morte pra você.

Ande na velocidade do trânsito – e não na velocidade das placas. Se a placa coloca o limite a 40 km/h e todo andam a 60 km/h, o Grey Man deve andar a 60.

Tenha os documentos em dia.

3. Comunicação verbal

Fale da forma que a comunidade local fala. Aprenda as gírias e o sotaque. Não use vernáculo onde o colóquio é a regra e vice-versa.

4. Rede sociais.

Não tenha.

Se tiver, não tenha fotos.

Se tiver fotos, que não sejam suas.

Se tiver fotos suas, que estejam de longe, usando acessórios (óculos, bonés, barba, etc)

Não tenha fotos da sua família.

A escolha é sua

5. Comportamento

Este é o tópico mais complexo dessa sequência.  Quando se faz advanced work para operações de PMC ou CPO, por exemplo, evita-se olhar para as câmeras, fazer anotações em público, e assim por diante.

Se você quer aparentar ser normal, caia deliberadamente em todas as distrações, sem se distrair de fato.. Vire a cabeça para a mulher passando, mas mantenha o foco no sujeito do outro lado da rua.

Seja educado e simples. Não tente se esconder. Nada chama mais atenção do que alguém se esforçando para se esconder.

Cumprimente quem for necessário, mantenha sua postura normal.

6. Disposições finais

Tem mais? Claro, tem muito mais, mas acreditamos que a esta altura você já tenha entendido o mecanismo das GMD.

Esse comportamento é treinado em vários dos cursos da Academia Brasileira de Armas de forma mais extensa. Venha participar.