Como se defender de um ataque com faca

Escrito por Lucas Silveira.

No último final de semana o presidenciável e mais provável futuro Presidente do Brasil foi vítima de um atentado terrorista.

Armado com uma faca pelos seus comparsas, o militante de esquerda desferiu uma estocada contra o abdome do candidato, que foi rapidamente levado para o atendimento médico.

Nesse caso concreto havia uma multidão, e o ataque inopinado apenas poderia ter sido evitado pela prevenção, responsabilidade precípua da equipe de segurança que, quero acreditar, foi ignorada pela vítima, que assumiu o risco em prol da campanha.

Para fins pedagógicos, vamos simplificar o cenário e entender as melhores formas de sobreviver a um ataque com facas.

Esta instrução é parte do conteúdo do Curso de Combate com Facas Nível I da Academia Brasileira de Armas, baseado no Kali Silat e no Kombato. Para os efeitos deste texto, nosso cenário é composto por um agressor determinado a matar, e uma vítima.

  1. Controle a distância – Mantenha a distância o máximo que puder. A faca é uma arma poderosa, mas apenas funciona a curtíssima distância. Por óbvio, se o agressor estiver de um  lado da rua, e a vítima estiver do outro lado da rua, é impossível que ele tenha êxito em seu delito.  Quem controla a distância, controla o combate.
  2. Utilize a balística a seu favor – Caso exista a obrigação legal ou moral de enfrentar o agressor, o padrão ouro contra ataque com facas é, a partir de uma distância segura, disparar contra o agressor até a sua incapacitação, quantas vezes forem necessárias.  Na falta de uma arma de fogo, atire objetos contra o agressor: pedras, móveis, objetos de decoração, eletrônicos.
  3. Procure algo mais comprido que a faca para lutar – Com exceção da arma de fogo, o melhor objeto contra uma faca é um bastão. Havendo a possibilidade da adequada movimentação e, por consequência, mais uma vez, o controle de distância, é impossível para o detentor da faca lograr êxito.
  4. Em último caso, saque a sua faca – combate com facas não é Hollywood. Quando uma lâmina é sacada, alguém irá se ferir gravemente ou, provavelmente, morrer, e pode ser você. Lutar em igualdade tática é burrice. Se você se encontra em uma luta justa, você não se esforçou o suficiente. Esteja certo de utilizar as melhores técnicas e estratégias nesta fase.
  5. Nunca lute desarmado contra uma faca – Se lutar em igualdade de condições é burrice, eu não sei como chamar alguém que, tendo a opção de recuar e reagrupar esforços para combater com vantagem, escolhe fazê-lo em inferioridade. Caso, contudo, você se veja em um cenário em que lutar desarmado contra uma faca seja inevitável, a melhor estratégia é manter-se afastado o maior tempo possível, procurando por armas próprias, armas impróprias e saídas para fuga. O único combate injusto é aquele que você perde.

Não se aprende nada disso lendo um texto, portanto, se você pretende aprender como sobreviver a um cenário caótico como este, procure uma escola especializada. Além, obviamente, da Academia Brasileira de Armas, recomendamos os instrutores graduados pela Kali Silat Brasil e pela Kombato.